Bobice Diária: Causos - Ônibus lotado

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Causos - Ônibus lotado

O Ryan, calouro nojento, ao ler esta postagem, disse que este ônibus contraria as leis da física, pois lá duas pessoas (ou mais) conseguem ocupar o mesmo lugar no espaço rsrs

Novamente na parada, novamente esperando o ônibus, o sol de Teresina dando aquela contribuição e tostando nossas cabeças. Vários estudantes estão, como eu, esperando o velho Rodoviária Circular, “azulão”, e agonizando.

Depois de um bom tempo esperando, eis que desponta o busão na curva, alguns que estavam sentados se levantam, os que estavam em pé se alvoroçam, vai começar uma das principais corridas por sobrevivênvia da nossa espécie: conseguir entrar no ônibus. Corro e consigo ser um dos primeiros a entrar, requer toda uma técnica e alguns estudos pouco elaborados de física.

Já dentro do ônibus, consigo por milagre achar uma cadeira ao lado de uma senhora, e me sento. O engraçado é que ainda estou longe de chegar em casa, e já estou pensando em como conseguirei sair do ônibus, que está cheio de pessoas em pé. E o coletivo, a grande lata, segue seu caminho, nós somos os enlatados.

No caminho, vou observando algumas coisas, algumas novas construções, algumas árvores cortadas, podadas. No ônibus, diferentemente de algumas pessoas, não puxo conversa com ninguém, só falo se alguém falar, e todos os teresinenses sabem como puxar uma conversa dentro do ônibus: “Ta calor, né?” Sempre faz muito calor em Teresina!

Após quase 40 minutos de divagações e pensamentos inúteis, vejo que o ônibus já está perto da minha casa, agora outros conhecimentos teóricos e práticos serão postos a prova: é hora de tentar sair do ônibus...

Levanto, e calculo o melhor percurso e o que acarreta menor esforço físico para ser seguido, e vou me espremendo entre as pessoas, empurrando (é necessário), quase que pulando dentro do ônibus, afinal o motorista quase sempre arranca com o ônibus sem que os passageiros consigam descer, é um inferno!

Consigo sair, e respirar, ainda tenho de andar alguns minutos até minha casa, mas a pior parte já passou, já saí da lata. E agora, mesmo estando novamente sob o sol de Teresina (tá calor, né?), já não me sinto espremido e enlatado, mas a rotina segue, e amanhã ele me espera (ou eu o espero?) para mais um dia.


10 comentários:

  1. hahahaha, muito bom seu post,
    as vezes tenho que estudar pra saber como vou descer do busão, é um sufoco.

    ResponderExcluir
  2. Viver a vida intensamente é passar por todas as dificuldade nao tem sabor o que é bom se nao passarmos antes pelo pior.

    ResponderExcluir
  3. não esite vitoria sem sofrimentp

    ResponderExcluir
  4. a melhor forma de sair de um onibus lotado quando vse tem que decer no proximo ponto e ta la perto da catraca, é finjir que é um Homem bomba e falar " sai da frente se não eu explodo todo mundo aqi "
    kkk
    [/FATO]

    ResponderExcluir
  5. rapaz, não sei se você vai ler esse comentário (pelo post ser antigo). Quantas coisas podem acontecer em pouco tempo e em um curto espaço. num ônibus, por exemplo, se vivem amores breves, situações inesperadas e até vergonha alheia... às vezes, até um ódio insuportável daquele ser que tem um puta dum celular, mas não tem um fone de ouvido pra escutar a sua música.

    O que me levou ao seu blog, na verdade, foi um amigo (que tb não conhecia o seu blog) que me viu na foto principal. fiquei curioso. afinal, que ônibus era esse? quando foi? tou aqui, rindo que nem bobo dessa grande coincidência.

    Abs.

    ResponderExcluir
  6. Leio sim, recebo os comentários por e-mail.

    Cara, vi essa imagem na internet, não lembro onde foi. Mas puuutz, é mta coincidência mesmo kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. oi, posso utilizar a primeira imagem?

    ResponderExcluir
  8. peguei ela, mas vou lhe dar os creditos

    ResponderExcluir