Bobice Diária: Setembro 2013

sábado, 7 de setembro de 2013

23 anos de Rogério Ceni


Hora de parar?

Desde que eu me entendo por são-paulino, algo que vem lá dos anos de 97, 98 (tenho inclusive camisa da BomBril), eu vejo esse cara atuando pelo meu time. Cresci vendo suas defesas, e me inspirando nele também, pois desde muito pequeno eu sempre joguei na posição mais ingrata do futebol.

Tornou-se um grande goleiro, um artilheiro, uma lenda, um M1TO. Hoje pensa em encerrar a carreira, e é questionado por muitos devido à sua condição física e técnica. Ouvir esses questionamentos das torcidas adversárias sempre foi absolutamente normal, ouvir isso da torcida são-paulina é inadmissível, inaceitável.

Ainda mais destes são-paulinos que gritam em qualquer discussão que tem 3 mundiais e 3 Libertadores, os que sempre se pautam só pelos números. Muito bem, esse goleiro que hoje alguns destes torcedores hostilizam é responsável direto por essa terceira estrela vermelha que há no escudo, além de também ser responsável por metade dos títulos brasileiros que o time possui, ganhando esses títulos da forma mais indiscutível de toda a história dos campeonatos brasileiros, consecutivamente.

Ele disse em uma entrevista que o maior objetivo dele é ganhar a 4ª Libertadores e o 4º Mundial. E eu o acho em perfeitas condições de conseguir isto, mas tendo um time mais bem montado na linha.

Errou os pênaltis, mas também fez grandes defesas que evitaram vexames ainda maiores nesse ano. Por isso tudo eu quero que ele permaneça no time até 2014, ou até 2015, para ainda ter chances de disputar decentemente uma Libertadores.

Ele não é maior que o time, e nunca se mostrou assim, apenas se dedicou absurdamente para sempre ver este time campeão, e isso ninguém pode contestar. E esse cara, que a torcida aprendeu a admirar e a idolatrar em todos esses anos de vitórias, tem de ser apoiado também neste momento difícil. Por tudo que já fez pelo time e pela torcida, o mínimo que esta pode fazer por ele é pensar um pouco antes de falar qualquer bobagem a seu respeito.

Torcedores de outros times podem até ficar em dúvida ao comprarem camisas, pois o ídolo de hoje deles pode se tornar o rival de amanhã. No São Paulo, há 23 anos os torcedores podem confiar em um goleiro, que errando ou acertando, é quem puxa a responsabilidade pra si e quem em todos os jogos sempre mostra como é grande seu amor pelo time. Minha camisa é a de número 1, e não poderia ser outra.

Parabéns, Rogério Ceni, pelos 23 anos de São Paulo. #m1to23anos